Prazo para alunos e docentes avaliarem cursos de graduação é prorrogado até 22 de janeiro

19 de janeiro de 2016

Imagem Avaliação Institucional

Foi prorrogado, até 22 de janeiro, o prazo para professores e estudantes da UFC opinarem sobre a qualidade dos cursos da Instituição, no processo de autoavaliação referente ao período de 2015.2.

Com o mesmo lema adotado na avaliação no período 2015.1, “Dizer o que pensa gera possibilidades”, a UFC quer estimular a comunidade acadêmica a refletir sobre o trabalho na Universidade.

Apenas estudantes matriculados em cursos presenciais estarão aptos a participar. Quanto aos professores, para as progressões nas classes A, B e C e promoção às classes B e C serão utilizadas as Avaliações de Desempenho Docente (ADD).

Os alunos podem opinar sobre aspectos como atuação dos professores e da coordenação, infraestrutura dos cursos e condições de funcionamento, respondendo formulários disponíveis no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA) até 22 de janeiro. Os professores farão autoavaliação e vão analisar as turmas discentes que ministraram.

Na última avaliação, feita no primeiro semestre de 2015, 15.854 estudantes e 1.052 professores da UFC colaboraram com a avaliação, aproximadamente 70% do público apto a participar do processo.

COMO FAZER – A plataforma a ser utilizada poderá ser acessada no menu Ensino do SIGAA e contém as mesmas perguntas apresentadas na fase de testes do sistema, em novembro de 2014. O processo é totalmente anônimo.

ENTENDA O PROCESSO – A autoavaliação institucional é coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), presidida pelo Prof. Hermógenes David de Oliveira, e pelas Comissões Setoriais de Avaliação (CSA) de cada unidade acadêmica. O processo segue diretrizes e o roteiro da autoavaliação institucional da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes).

Os dados coletados servirão de base para a elaboração de relatórios que auxiliarão no aperfeiçoamento da graduação na UFC. No final do processo, os relatórios serão encaminhados para as unidades acadêmicas, que terão metas de curto, médio e longo prazo para implementar as propostas.

Fonte: Prof. Hermógenes David de Oliveira, Presidente da Comissão Própria de Avaliação da UFC 

Notícia publicada no portal da UFC em 15/01/16