Trabalho do DZ publicado na revista Science

15 de janeiro de 2016

Prof. Breno nas áreas do experimento com cultivo de cajueiro No próximo dia 22 de janeiro de 2016 a conceituada revista Science (fator de impacto = 31,201) publicará um estudo global sobre o efeito do déficit de polinização na produção agrícola em países em desenvolvimento na América, África e Ásia.

Essas regiões são particularmente importantes porque mais de 2 bilhões de pessoas que vivem lá dependem dos produtos agrícolas produzidos em propriedades com menos de 2ha em comparação às grandes fazendas de produção de commodities.

O estudo inédito, coordenado pela FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) em parceria com várias instituições de pesquisa do mundo, inclusive a Universidade Federal do Ceará, trabalhou com 33 sistemas agrícolas em 344 áreas cultivadas e teve a duração de cinco anos (2010-2015).

O professor Breno Magalhães Freitas, do Departamento de Zootecnia da UFC, integrou a equipe internacional de pesquisadores e destaca que o estudo demonstrou que, independentemente do tamanho das propriedades rurais, o déficit de polinização agrícola responde por aproximadamente ¼ da diferença entre as fazendas mais produtivas e aquelas que produzem menos. O estudo também mostra que isso se deve a baixa diversidade e densidade de espécies visitantes florais, especialmente as abelhas, e sugere medidas viáveis para diminuir consideravelmente esse déficit. A presente publicação avança na linha de estudo em escala global do déficit de polinização, dando sequência a outro artigo com participação do Prof. Breno, também publicado na revista Science em 2013, quando a questão da complementaridade entre as espécies de polinizadores foi investigada.

O professor Breno, que juntamente com sua equipe do grupo de pesquisa com abelhas e o Setor de Abelhas da UFC, vem estudando há 20 anos o papel, criatório e manejo de várias espécies de abelhas para uso como polinizadores agrícolas, também ressalta a relevância deste estudo que se tornará uma referência para iniciativas que permitam o aumento da produtividade agrícola nas áreas já utilizadas para agricultura, contribuindo para a conservação ambiental e o uso dos polinizadores silvestres (principalmente abelhas) no contexto mundial da produção de alimentos e segurança alimentar.

A participação de um professor do Departamento de Zootecnia neste trabalho vem demonstrar mais uma vez que a Zootecnia da UFC está inserido no contexto das pesquisas de alto nível internacional.

Fonte: Setor de Abelhas, Departamento de Zootecnia – fone: 3366-9707